Músico



Sentado ao lado de um vidro cálido

Manchado o espelho de tristezas agora

Auroras perdidas, memórias que foram embora

Como a melodia distante que não tem mais voz


Sua luz ascendeu-se como um arco pálido

Desenhado nas alvuras dos gritos de adeus

As marcas dos desenhos nos melódicos teus

Meu coração confortado pela lembrança, aos pós


Como poeira desfalecida, desmanchada numa sacada

Minha melodia ainda mais amada, numa saudade esquecida

Como se fosse a luz do meu mundo, em melodias de um segundo

A pairar nas portas de imensidão, a cantar para o universo em vastidão


Como jamais conhecer-te eu poderei, nem cantar contigo ainda mais

Meu sonho de criança agora se desfaz, nas minhas lágrimas de despedida

Como quererei cantar uma vida de uma arte, um artista que não via

O artista vê num mundo de tristezas tanta escuridão, e o colore de alegria


Como se pudesse ao seu próprio mundo apagar, transformar, repaginar

Como se pudesse, ao seu próprio temor, sua própria amargura recantar

Mas o mundo de dentro de si é inacessível, jamais verão as cores do impassível

Muito mais ainda quando as lágrimas desta minha saudade a cantarolar


Como cantarei das minhas belezas incertas, se agora meu mundo é memória

Lembrança de quando esperava ansioso por melodias e novas histórias

Quando cantei junto ao som de um passo largo, um sorriso alvo de infante

As minhas alegrias pequeninas, as minhas lonjuras e meus choros de amante


Como em baladas a aninhar meu coração num toque solitário, para sempre

Meu poema perdeu as rimas, estridente de vazio está meu peito, no momento

Destacado meu intento, minhas tristezas de pequenezas tão miúdas e infindáveis

Percebendo que meu fim, tão pouco diferente parece se traçar nas minhas linhas


Como pendurar-me ao lado de um som que não mais se escutará

Amarrado à garganta como um suplício de vontades, socorros por chamar

Minhas memórias atadas às lembranças tão distantes de quando eu pude ouvir

Agora ficam as lembranças, as tatuagens da tua voz em minha alma a se partir….

3 visualizações

© 2020 por Emmanuel Prado. 12744671606

R. Tabajaras, 1026. Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

A entrega dos livros pode variar de acordo com o endereço solicitado.