Eu gostaria que meu coração fosse uma estação



Eu gostaria que meu coração fosse uma estação

Que ele fosse como toda época do ano

Que florescesse quando houver flores brotando

E que só chorasse três meses, secando


Eu gostaria que meu coração passasse

Como passam as folhas secas do outono

Que caísse de mim quando amores morressem

E que outro brotasse depois do perene sono


Eu gostaria que meu coração se esfriasse

Como as névoas frígidas do inverno

Que ele escondesse e soterrasse os cadernos

De poemas, com as lágrimas que eu derramasse


Eu gostaria que meu coração florescesse

Todas as vezes que as flores lá fora nascessem

Que ele perfumasse as minhas horas tão sós

E que me fizesse um jardim para cantar sob o sol


Eu gostaria que meu coração se aquecesse

Como o calor tão terrível do verão

Que incinerasse as memórias passadas

Que cauterizasse as tristezas magoadas


Eu gostaria que meu coração fosse como o tempo

E não um mundo sem floreios e calores tão doces

Mas parece que em sua eterna mudança, meu coração

É como ele era antes, como se nada de novo fosse

15 visualizações

© 2020 por Emmanuel Prado. 12744671606

R. Tabajaras, 1026. Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

A entrega dos livros pode variar de acordo com o endereço solicitado.