Desrazão

Que penumbra se esconde no meu coração?

Quais as sombras mais escuras que a minha solidão?

Quais as razões pela existência de tamanha indiferença?

Que há de ser se eu não mais possuo uma crença?


Que mundo sem motivos para se cantar, num quase

Onde tento tanto e tanto tento que não sei tentar

Meus versos nunca chegam aonde meu coração quer morar

E minhas lágrimas adoecem o caminho até chegar...

1 visualização

© 2020 por Emmanuel Prado. 12744671606

R. Tabajaras, 1026. Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

A entrega dos livros pode variar de acordo com o endereço solicitado.