Desrazão

Que penumbra se esconde no meu coração?

Quais as sombras mais escuras que a minha solidão?

Quais as razões pela existência de tamanha indiferença?

Que há de ser se eu não mais possuo uma crença?


Que mundo sem motivos para se cantar, num quase

Onde tento tanto e tanto tento que não sei tentar

Meus versos nunca chegam aonde meu coração quer morar

E minhas lágrimas adoecem o caminho até chegar...

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Foram dias sem poemas para mim Sem pensar em versos e assim Foram dias a correr no tempo Sem pensar em coisas um momento E foram dias bons e serenos dias E não houve tristeza ou alegrias E assim foram

Hoje ponderei sobre o meu ser Minha delicadeza excessiva Minha saudade expressiva Quanta tristeza a saber E hoje eu pesei tantas palavras Dolorosas e vazias Incertezas tão perenes Na frieza destas sir